Fotos Que Emocionam
nation2.com

comunidades.net

InŪcio



O site fotos Que Emocionam tenta levar noticias do nordeste e alagoas 

 

Agora Um Pouco de história da cidade e do Estado de Alagoas

 

História de Alagoas A costa do atual Estado de Alagoas, reconhecida desde as primeiras expedições portuguesas, desde cedo também foi visitada por embarcações de outras nacionalidades para o escambo de pau-brasil (Caesalpinia echinata). Quando da instituição do sistema de Capitanias Hereditárias (1534), integrava a Capitania de Pernambuco, e a sua ocupação remonta à fundação da vila do Penedo (1545), às margens do rio São Francisco, pelo donatário Duarte Coelho, que incentivou a fundação de engenhos na região. Palco do naufrágio da Nau Nossa Senhora da Ajuda e subseqüente massacre dos sobreviventes, entre os quais o Bispo D. Pero Fernandes Sardinha, pelos Caeté (1556), o episódio serviu de justificativa para a guerra de extermínio movida contra esse grupo indígenas pela Coroa portuguesa. Ao se iniciar o século XVII, além da lavoura de cana-de-açúcar, a região de Alagoas era expressiva produtora regional de farinha de mandioca, tabaco, gado e peixe seco, consumidos na Capitania de Pernambuco. Durante as invasões holandesas do Brasil (1630-1654), o seu litoral se tornou palco de violentos combates, enquanto que, nas serras de seu interior, se multiplicaram os quilombos, com os africanos evadidos dos engenhos de Pernambuco e da Bahia. Palmares, o mais famoso, chegou a contar com vinte mil pessoas no seu apogeu. Constituiu-se em Comarca de Alagoas em 1711, e foi desligado da Capitania de Pernambuco (Decreto de 16 de setembro de 1817), em conseqüência da Revolução Pernambucana daquele ano. O seu primeiro governador, Sebastião Francisco de Melo e Póvoas, assumiu a função a 22 de janeiro de 1819. Durante o Brasil Império (1822-1889), sofreu os reflexos de movimentos como a Confederação do Equador (1824) e a Cabanagem (1835-1840). A Lei Provincial de 9 de dezembro de 1839 transferiu a capital da Província da cidade de Alagoas (hoje Marechal Deodoro), para a vila de Maceió, então elevada a cidade. A primeira Constituição do Estado foi assinada em 11 de junho de 1891, em meio a graves agitações políticas que assinalaram o início da vida republicana. Os dois primeiros presidentes da República do Brasil, Deodoro da Fonseca e Floriano Peixoto, nasceram no estado.


    31-10-2009

 

DESAPARECIDOS                                        

 

                                  

 


 


HISTÓRIA DA CIDADE A história de Santana do Ipanema conta que, no final do século XVIII, a atual cidade não passava de um arraial, habitado por índios e mestiços. Com a chegada do padre Francisco José Correia de Albuquerque à região (vindo de Pernambuco), os índios foram catequizados e a primeira igreja construída. Em 1815, os irmãos Martins e Pedro Vieira Rêgo, descendentes de portugueses e vindos da Bahia, foram beneficiados pelo rei com uma sesmaria, instalando-se perto da Ribeira do Panema (próxima às serras da Camonga, Caiçara e Gugy), transformando suas terras em grandes fazendas e tornando-se os primeiros colonizadores. A freguesia data de 24 de fevereiro de 1836, sob invocação de Santana. Em 1875 passou a ser vila, desmembrada do território de Traipu. A lei 893, de 1921, elevou Santana à categoria de cidade. O município tem na fé à Nossa Senhora Santana seus maiores atrativos, onde destacam-se como pontos para visitação os Altos da Fé e do Cruzeiro. A Serra da Microondas e a Ponte da Barragem completam o cenário turístico da cidade. Significado do Nome Aniversário da Cidade CARACTERÍSTICAS Clima Quente Temperatura Média 39° C COMO CHEGAR Localização Microrregião de Batalha Limites Poço das Tricheiras, Canapi, Inhapi, São José da Tapera, Carneiros, Olivença e Dois Riachos. Acesso Rodoviário BR-316 e AL-130. Distâncias 168 km da Capital TURISMO Principais Pontos Turísticos Atrativos Naturais Seu principal curso d´água é o rio Ipanema, que faz divisa com Poço das Trincheiras, Olivença e Batalha. Tem sua nascente em Pernambuco e sua foz na Barra do Ipanema formada pelo rio São Francisco na altura de Traipu. Seguem-se em importância o rio Camuxinga e os riachos Grande e do Bode. Destaque ainda para as lagoas Grande e João Gomes e para o açude do Bode. Como acidentes orográficos encontram-se as serras do Poço (700 metros de altura), Lagoa, o da Camonga. EVENTOS Abril 24 - Emancipação Política do Município Junho - Festejos Juninos. Julho 25 - Comemoração do dia da padroeira Nossa Senhora Santana - Festa da Juventude ( realizada no primeiro Domingo anterior à festa da padroeira ). Informações Úteis Prefeitura Municipal de Santana do Ipanema.

Criar um Site GrŠtis    |    Create a Free Website Denunciar  |  Publicidade  |  Sites GrŠtis no Comunidades.net